- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
26.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -

Ação de combate à dengue faz vistoria em residências do P Sul, em Ceilândia

As ações de enfrentamento à dengue no Distrito Federal seguem intensificadas mesmo no feriado de Carnaval. Nesta segunda-feira (12), a Vigilância Ambiental e o Exército Brasileiro estão nas ruas do P Sul, em Ceilândia, vistoriando as casas em busca de focos do mosquito Aedes aegypti, que devem ser combatidos para evitar que se tornem criadouros do transmissor da doença.

Assim como os agentes da Vigilância Ambiental, militares fazem visitas e orientam os moradores a redobrar os cuidados | Fotos: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

“Hoje nós estamos com o reforço do Exército, que foi cedido para Ceilândia devido ao índice da doença estar alto”, explicou a agente de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde (SES-DF), Mônica Caixeta. “Os militares entram, fazem a vistoria – como os agentes fazem – e vão fazendo o tratamento focal com pastilha nos depósitos prováveis índices de foco.”

Durante a visita, os moradores também são orientados sobre os cuidados que devem tomar para evitar a proliferação do mosquito. “É importante estar sempre de olho no acúmulo de água”, reforçou a agente. “As plantinhas que têm prato devem ficar em observação, com o prato sendo lavado e trocado dia sim, dia não. Orientamos para que eles observem as calhas e mantenham a caixa-d’água e os ralos sempre fechados. Esses são os pontos de foco”.

Acompanhamento

O servidor público Paulo Ricardo Cardoso, 51 anos, teve uma surpresa quando os militares vistoriaram a residência dele: foi encontrado um foco do mosquito em um dos vasos de planta. “Nossas plantas estão todas na terra, então nós imaginávamos que não haveria nenhum foco, mas ficou constatado que havia uma água ali em cima”, contou. “Agora a gente aprendeu. Vamos fazer uma segunda inspeção e fazer o manejo correto”.

Elenir Pereira Braga incentiva a fiscalização: “Como eu cuido direitinho das plantas, não tenho nada a temer, mas acho que é muito importante essa visita”

A inspeção e a parte educativa são os motivos pelo qual o morador da QNP 28 acredita ser importante o trabalho de porta em porta. “Nós tivemos vizinhas do lado de trás com dengue, então o foco está nessa rua aqui”, contou. “É muito importante que a Secretaria de Saúde e os outros órgãos estejam fazendo essa vistoria”.

A aposentada Elenir Pereira Braga, 68, disse já estar acostumada a receber a visita dos agentes de Vigilância, e faz questão de sempre abrir as portas de casa: “Eu me sinto muito bem com a presença deles. Como eu cuido direitinho das plantas, não tenho nada a temer, mas acho que é muito importante essa visita”.

Quem também celebrou a ação do governo foi o aposentado Raimundo Gomes, 70. Enquanto fazia sua caminhada matinal, ele se deparou com os 33 militares acompanhados sob a coordenação de uma agente de Vigilância Ambiental se preparando para atuar na região. “É importante termos esse cuidado com a dengue, porque é a saúde da gente”, ressaltou. Raimundo lembrou que na rua em que mora, em Ceilândia, houve registros de casos da doença.

Operação conjunta

No fim de janeiro, o Governo do Distrito Federal (GDF) ganhou o reforço do Exército Brasileiro no combate à dengue em uma operação conjunta. Mais de 240 militares foram capacitados e estão nas ruas ao lado dos 750 agentes de vigilância. Eles ficarão à disposição até que seja decretado o fim da emergência pública, declarada em 25 de janeiro.

Segundo a norma, o governo está autorizado a tomar as medidas administrativas necessárias para conter a doença, em especial a aquisição de insumos e materiais e a contratação de serviços. O decreto vai perdurar enquanto a situação sanitária de enfrentamento à dengue não for estabilizada.

12/02/2024 - Ação de combate à dengue faz vistoria em residências do P Sul, em Ceilândia

Fonte: Agência Brasília

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -