Home Distrito Federal Ação para mulheres leva saúde e empoderamento à Rodoviária do Plano Piloto

Ação para mulheres leva saúde e empoderamento à Rodoviária do Plano Piloto

0
Ação para mulheres leva saúde e empoderamento à Rodoviária do Plano Piloto

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, o Governo do Distrito Federal (GDF) levou o evento Mobiliza Mulher, nesta sexta-feira (8), à Rodoviária do Plano Piloto. Elas foram recebidas com café da manhã, música e sorteio de brindes.

Além da programação focada em cuidados com a saúde e beleza, as brasilienses também podem aproveitar, até as 16h, uma série de ações e palestras voltadas para o empoderamento e independência feminina.

Entre as iniciativas estão ações de combate à violência contra a mulher, bem como recomendações sobre oportunidades de emprego e empreendedorismo. O evento é um trabalho integrado da Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob), em parceria com as demais pastas do GDF.

Segundo o titular da Semob, Zeno Gonçalves, a proposta é uma demonstração de afeto às mulheres, mas também uma oportunidade para conscientizá-las sobre a rede de assistência oferecida diariamente pelo governo.

As mulheres foram recebidas com café da manhã, música e sorteio de brindes na Rodoviária do Plano Piloto | Foto: Geovana Albuquerque/ Agência Brasília

“Essa parte de homenagem é uma demonstração de afeto que nós temos que ter. Mas, temos que aproveitar essa oportunidade para conscientizar, mostrar para a mulher que ela tem espaço no governo, que ela é valorizada, que ela é protegida”, explica o secretário.

De acordo com estimativa da secretaria, cerca de 260 mulheres participaram da abertura do evento. Após a solenidade, elas seguiram para as unidades móveis das secretarias, e puderam aproveitar oficinas, serviços de saúde e orientação profissional.

Reconhecimento e apoio

A motorista Gilsane Silva, 34 anos, acredita que esse tipo de iniciativa do governo significa valorização e incentivo à população. “É um reconhecimento para gente que trabalha e se esforça. Para mim e para todas nós mulheres”, avalia.

“A gente tenta fazer nosso trabalho o melhor possível, tenta tratar bem os passageiros. Esse tipo de iniciativa é gratificante, reconhece nosso valor como mulheres”.

Rejane Bandeira, 52, começou como cobradora e atingiu o objetivo de tornar-se motorista de ônibus. Segundo ela, as ações do governo do DF em homenagem à data “inspiram e motivam outras mulheres” a seguir os próprios objetivos. “Nos sentimos muito gratificadas em sermos reconhecidas”.

Vanessa Lopes, 20, decidiu participar da programação para acompanhar a irmã, Bianca, que foi à rodoviária em busca de atendimento do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), unidade pública de assistência social.

“Tem mulher aqui que nunca ganhou um presente. Eu me senti muito especial e vou aproveitar as oficinas”, conta a dona de casa de São Sebastião.

Fonte: Agência Brasília