- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
26.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -

Bate-papo debate participação da mulher na segurança pública

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF) organizou, por meio da Subsecretaria de Ensino e Gestão de Pessoas (Suegep), um bate-papo sobre a participação feminina na segurança pública. O evento foi realizado nessa quarta-feira (6), no auditório do Departamento de Trânsito (Detran-DF), e debateu a relevância das mulheres no desempenho de funções nas forças de segurança.

A ação é uma das iniciativas do programa DF Mais Seguro – Segurança Integral, específica para o Eixo 4 – Mulher Mais Segura, que reúne diversos projetos voltados para o fortalecimento da colaboração entre órgãos governamentais e a sociedade civil na proteção das mulheres.

Importância da participação feminina na segurança pública foi discutida nesta quarta-feira (6), no auditório do Detran | Foto: Divulgação /SSP-DF

Durante a abertura, o secretário-executivo de Gestão Integrada da SSP-DF, coronel Bilmar Agelis, representando o titular da pasta, Sandro Avelar, destacou a importância da presença dos homens no evento. “Nós precisamos trazer à luz este debate quantas vezes for necessário”, afirmou, ressaltando que o bate-papo sobre o tema promove um ambiente de respeito mútuo e natural.

A Secretária da Mulher, Giselle Ferreira, participou do evento e destacou a importância de olhar tanto para o progresso já alcançado quanto para os desafios futuros. Ela apontou a necessidade de engajar toda a sociedade no debate das temáticas relacionadas ao respeito às mulheres. “Embora as questões femininas possam parecer distantes para alguns, é fundamental o envolvimento de todos para virarmos a página do desrespeito e da violência de gênero, especialmente contra as mulheres”, destacou.

“Embora as questões femininas possam parecer distantes para alguns, é fundamental o envolvimento de todos para virarmos a página do desrespeito e da violência de gênero”

Giselle Ferreira, secretária da Mulher

A conversa reuniu cerca de 150 pessoas e contou também com a presença da comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Mônica de Mesquita Miranda, que compartilhou alguns momentos da trajetória dela. “Fui uma das três primeiras mulheres a ingressar na corporação, em 1993. Também fiz parte da SSP por mais de oito meses, o que foi uma experiência muito enriquecedora para mim”, recordou. “A jornada das mulheres não é fácil, enfrentamos muitos desafios, mas estamos aqui. Hoje, tenho a honra de ser a primeira mulher a liderar o Corpo de Bombeiros não apenas no Brasil, mas em toda a América Latina”.

Um dos momentos mais especiais do encontro foi a participação de Adelma Aparecida da Silva, servidora do Núcleo de Transportes da SSP. Única mulher a atuar no setor nos últimos 22 anos, dona Adelma, como é conhecida, é um exemplo de superação. “Estou aqui representando todas as mulheres da segurança pública e gostaria de dizer que sou muito grata por tudo”, disse. “Inicialmente, trabalhei no SLU [Serviço de Limpeza Urbana], varrendo ruas por sete anos, antes de vir para a SSP. Estou quase encerrando a minha carreira, mas ainda tenho muito o que realizar. Sou só gratidão”, finalizou.

O encontro foi finalizado com o sorteio de uma tela pintada à mão pelo servidor da SSP e artista plástico Hebert Vale da Silva, lotado na Subsecretaria de Prevenção à Criminalidade (Suprec); uma cesta contendo especiarias, uma assistente virtual e um day spa.

*Com informações da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF)

Fonte: Agência Brasília

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -