- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
20.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -

Bombeiros prestaram 74 atendimentos na segunda de Carnaval

Conforme planejamento previsto no Protocolo de Operações Integradas (POI), definido a partir de reuniões sob a coordenação da Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF), as ações de segurança do DF têm se mostrado efetivas neste Carnaval. Para que o último dia de folia termine bem, é necessário que os foliões fiquem atentos às dicas fornecidas.

Corpo de Bombeiros do DF participou intensamente do esquema de segurança carnavalesca | Fotos: Divulgação/SSP-DF

Durante os desfiles dos blocos carnavalescos desta segunda (12), o Corpo de Bombeiros (CBMDF) registrou 74 ocorrências, dos quais 39 foram prestados nos postos médicos e 35, diretamente pelos militares, que atuavam a pé e com uso de viaturas. Nas rondas, ocorrências envolvendo uso excessivo de álcool corresponderam a mais da metade dos casos. Também houve atendimentos relacionados a cortes, escoriações (de tropeços), enjoos, entre outros. Os bombeiros deram apoio ainda em dois casos envolvendo desaparecimento de pessoas.

Recomendações

“Utilize outros meios de transporte, como aplicativos e transporte coletivo. Priorize sua segurança”
Tenente-coronel Luciano André, da PMDF

Para evitar riscos, os bombeiros recomendam que os foliões evitem o consumo excessivo de álcool e se mantenham hidratados, levando uma garrafa de água para beber com frequência. Além disso, é importante identificar os postos de emergência espalhados nos eventos e marcar um ponto de encontro para o caso de alguma eventualidade, não esquecendo de identificar as crianças com pulseiras e crachás, com nome e telefone dos responsáveis.

Carteirinhas e pulseiras estão sendo distribuídas para as crianças nos eventos. “Oriente a criança para que, caso ela se perca, procure um policial militar”, recomenda o porta-voz da PMDF, major Raphael Broocke, que também reforça a importância de manter as crianças hidratadas. O Departamento de Trânsito (Detran-DF) informa que tem identificado cerca de 500 crianças por dia. 

“A polícia militar se faz presente com o policiamento de trânsito e ostensivo geral, mas é preciso fazer uma recomendação em relação ao uso de álcool e dirigir veículos: não faça isso”, alerta o tenente-coronel Luciano André, do Comando de Policiamento de Trânsito da PMDF. “Utilize outros meios de transporte, como aplicativos e transporte coletivo. Priorize sua segurança”. O oficial recomenda ainda procurar estacionamentos públicos onde há sinalização adequada para manter a tranquilidade e a circulação nas vias.

Registros policiais

Monitoramento com uso de drones é utilizado durante toda a cobertura de segurança do Carnaval

Ainda na segunda-feira de Carnaval, a PMDF lavrou oito termos circunstanciados de ocorrências (TCOs), metade referente ao uso de substância entorpecente proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A outra metade diz respeito a casos de porte de arma branca. A corporação militar também atuou em um caso de furto em interior de veículo, no estacionamento 12 do Parque da Cidade, e prendeu um suspeito de roubo a transeunte na Via S1 – ele foi localizado entre o Setor de Diversões Sul (SDS) e a Estação Rodoviária de Brasília (ERB).  

A presença do efetivo policial garantiu a tranquilidade e a sensação de segurança aos foliões, por meio das rondas a pé, abordagens e linhas de revista, evitando a entrada de materiais perfurocortantes e entorpecentes, como facas, canivetes, objetos pontiagudos, mastros, paus, isqueiros, desodorante aerosol e líquidos inflamáveis, entre outros.

Do início do Carnaval até o término dos eventos de segunda-feira, houve um total de 230 ocorrências, conforme dados da Polícia Civil (PCDF). Os casos de furtos lideram os registros, com 207 episódios, sendo 176 de celulares. Os índices apontam para uma queda de 39% nas ocorrências: 52 na segunda-feira, contra 85 registros no domingo.

Entre os casos mais graves, foram registrados seis crimes de roubo a transeunte, um roubo em estabelecimento comercial e cinco casos de lesões corporais, além de uma tentativa de homicídio, que ocorreu aproximadamente às 4h de segunda-feira, durante o término de um evento nas proximidades de uma distribuidora de bebidas, na Estrutural. A vítima foi socorrida pelos bombeiros e levada ao Hospital de Base de Brasília.

Como forma de evitar os crimes mais comuns durante os eventos de Carnaval, a recomendação é manter a atenção redobrada com o celular – bem como bolsas e outros objetos de valor, andar em grupo, não aceitar bebidas ou alimentos de pessoas desconhecidas, não dirigir após ingestão de bebidas alcoólicas, não sair sem documento de identificação com foto e, caso identifique alguma atitude suspeita, acionar o policial militar mais próximo.

Fiscalização de eventos

Na noite de segunda-feira, a Secretaria DF Legal interditou um evento que ocorria sem autorização do poder público em uma distribuidora de bebidas na Estrutural, região onde ocorreu o caso mais grave do período do Carnaval.

O órgão notificou, ainda, outras duas distribuidoras na mesma área – uma por ocupação irregular de área pública e outra por funcionar com pendências na licença. A secretaria vem observando as licenças de funcionamento, horário de início e fim e estimativa de público. Os ambulantes precisam ser licenciados e não podem comercializar objetos perfurocortantes.

Trânsito

PM e Detran-DF atuam direto na fiscalização, que inclui abordagens e campanhas educativas

O Comando de Policiamento de Trânsito da Polícia Militar e o Detran-DF têm atuado na fiscalização para garantir a segurança e a mobilidade no trânsito durante os eventos carnavalescos. Na segunda-feira, foram mais de 500 abordagens de trânsito.

Entre essas abordagens, 31 resultaram em autuações por recusa na realização do teste de etilômetro, 14 em remoções de veículos, cinco em autuações condução de veículo por motorista não habilitado e CNH vencida, e duas em autuações por uso de escapamento irregular em motocicletas.

As equipes do Detran-DF também promoveram campanhas educativas em bares e restaurantes e blocos carnavalescos. Dos atendimentos prestados pelo órgão, não houve registro de sinistros com vítimas fatais nas vias urbanas do DF.  

A PMDF, por sua vez, lavrou 242 autos de infração, entre os quais constam CNH suspensa ou vencida e recusa para realização de teste com etilômetro, entre outras.

Videomonitoramento

O Programa de Videomonitoramento Urbano (PVU) da SSP-DF continua funcionando de forma plena e integrada. Além das câmeras instaladas por todo o DF, acompanhadas a partir da coordenação do Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob), os eventos contam com o reforço dos equipamentos instalados nas viaturas móveis da PMDF e do Corpo de Bombeiros e de drones, empregados em áreas de difícil acesso. O monitoramento é feito de maneira integrada entre as forças de segurança e outros 30 órgãos, bem como instituições e agências do GDF e do governo federal.

Canais de atendimento

Em caso de emergência, a orientação é que os foliões procurem os agentes de segurança mais próximos. Postos e viaturas estão espalhadas nos pontos de folia para auxiliar no atendimento. Estão disponíveis ainda os telefones 190 (Polícia Militar), 193 (Corpo de Bombeiros), o 197 da Polícia Civil, e o 154 do Detran-DF.  A Polícia Civil também oferece a opção de registro de ocorrências online, por este link

Fonte: Agência Brasília

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -