Home Distrito Federal Grupo de Trabalho para realização de conferência sobre resíduos sólidos é criado

Grupo de Trabalho para realização de conferência sobre resíduos sólidos é criado

0
Grupo de Trabalho para realização de conferência sobre resíduos sólidos é criado

Com o objetivo de apoiar a organização da II Conferência Internacional de Resíduos Sólidos (Cirsol) e de promover a cooperação técnica administrativa necessária à realização do evento no Distrito Federal, foi realizada, nesta terça-feira (12), a primeira reunião do Grupo de Trabalho Consultivo formado por diversos órgãos do Governo do Distrito Federal (GDF).

O evento deve reunir cerca de 6 mil pessoas presencialmente e 20 mil de forma remota | Foto: Divulgação/SLU-DF

A criação do grupo se deu por meio do Decreto 45.413, de 15 de janeiro de 2024, em que a vice-governadora Celina Leão estabelece a participação dos seguintes órgãos: Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Proteção Animal do Distrito Federal (Sema-DF), Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF), Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal (SEEDF), Secretaria de Relações Internacionais do Distrito Federal (Serinter-DF), Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec-DF), Universidade do Distrito Federal (UnDF), Serviço de Limpeza Urbana Do Distrito Federal (SLU-DF), Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) e Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa).

“Agradecemos o apoio do Governo do Distrito Federal e a coordenação do SLU que entenderam a importância do tema e do evento”, afirma a presidente do Instituto de Cooperação Internacional para o meio-ambiente (Icima), Ana Paula Moura Rodrigues.

Durante três dias, o tema “O impacto da gestão dos resíduos sólidos e saneamento nas mudanças climáticas” estará em destaque a partir de uma programação diversificada e desenvolvida na modalidade presencial e virtual, com transmissão online

Sob a coordenação do SLU-DF, o grupo se reuniu no auditório do Centro de Convenções Ulysses Guimarães para alinhar as primeiras ações do evento, que ocorrerá no Museu e na Biblioteca Nacional entre os dias 5 e 8 de novembro deste ano. “Acreditamos que o evento será um sucesso, até mesmo porque o tema ‘saneamento’ está entrando no debate. O Governo do Distrito Federal apoiou a ideia da criação do grupo de trabalho. Todas as secretarias do governo estão envolvidas com o projeto e estamos dando total apoio à Cirsol”, afirma o diretor-presidente do SLU, Silvio Vieira.

Cirsol

Durante três dias, o tema O impacto da gestão dos resíduos sólidos e saneamento nas mudanças climáticas estará em destaque a partir de uma programação diversificada e desenvolvida na modalidade presencial e virtual, com transmissão online. Correalizada por 30 instituições de grande relevância, o evento promoverá 56 mesas de debates ocorrendo simultaneamente entre os setores da sociedade reunindo o poder público, o setor produtivo e de serviços, a comunidade acadêmica e a sociedade civil, entre outros.

Sob a coordenação do SLU-DF, o grupo se reuniu no auditório do Centro de Convenções Ulysses Guimarães para alinhar as primeiras ações da Cirsol, que ocorrerá no Museu e na Biblioteca Nacional entre os dias 5 e 8 de novembro deste ano | Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília

Além de debates, a conferência promoverá oficinas, painéis, festival de arte e cultura, educação ambiental, fórum, sala das nações, visitas técnicas e feira de negócios na área de resíduos e saneamento.

Para Maristela Baioni, representante-residente assistente e coordenadora da Unidade de Programa do Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), o evento chama a atenção para a narrativa da gestão dos resíduos e seus impactos. “A gestão dos resíduos sólidos impacta o meio-ambiente, a saúde das pessoas e, principalmente, a mudança do clima. Nessa conferência, agregando saneamento, vamos discutir como podemos administrar esses impactos, não só com questões relacionadas à tecnologia, inovação e políticas públicas, mas também trazendo inspiração para que produzamos menos resíduos sólidos. Por isso, contamos com a expertise de todos nessa construção coletiva”, afirma.

O evento estima reunir 6 mil pessoas presencialmente e 20 mil virtualmente.

*Com informações do SLU-DF

Fonte: Agência Brasília