- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
26.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -

Metrô-DF recebe certificação por seis projetos sociais e ambientais

A Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) recebeu o Selo Social. A certificação, concedida pelo Instituto Abaçaí Brasil, reconhece iniciativas de impacto social, tendo como base os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) da ONU. É a sexta vez que o Metrô recebe o reconhecimento.

A cerimônia ocorreu no último dia 28, na Escola Salesiana de Brasília. Foram reconhecidas com o Selo Social Distrito Federal 65 empresas, órgãos públicos e privados, além de entidades do terceiro setor. Ao todo, foram certificados 194 projetos, que somaram 626 impactos sociais e 193.510 atendimentos à população.

Foram reconhecidas com o Selo Social Distrito Federal 65 empresas, órgãos públicos e privados, além de entidades do terceiro setor | Foto: Divulgação/ Metrô-DF

O Metrô-DF destacou-se como a única instituição vinculada ao Governo do Distrito Federal (GDF) a receber o Selo Social em 2024. A companhia obteve certificação com seis projetos, gerando 17 impactos em nove ODSs. “Já recebemos o Selo Social em anos anteriores, mas desta vez tivemos um recorde em relação ao número de projetos certificados”, pontua Letícia Divina, gerente de Projetos Especiais do Metrô-DF. Entre os seis projetos inscritos pelo Metrô-DF, houve iniciativas das áreas de saúde, meio ambiente, arte e cultura.

Além dos projetos inscritos pelo Metrô-DF, foi essencial para obtenção do Selo Social 2024 a participação da companhia no projeto Multiplica, desenvolvido de forma colaborativa pelo Coletivo GiraBem, composto pelo Metrô-DF, Bohème Business, Brasal Refrigerantes, Colégio Católica, Escola Salesiana de Brasília, Instituto Ipês, Instituto Brasal, Instituto Pipoquinha e Instituto Chamaeleon.

O projeto Estação Grafite foi um dos contemplados com o Selo Social

O objetivo do Multiplica foi criar uma horta comunitária no Instituto Pipoquinha, localizado no Gama, proporcionando benefícios tangíveis à comunidade local. O processo incluiu a realização de oficinas para a capacitação em técnicas de plantio, cultivo e colheita, envolvendo ativamente as pessoas beneficiárias do Instituto Pipoquinha.

“Esta ação demonstra o compromisso do Metrô-DF em não apenas cumprir requisitos, mas também em contribuir efetivamente para o bem-estar e desenvolvimento sustentável da comunidade do Distrito Federal”, pondera Letícia.

Conheça os projetos reconhecidos:

Recolhimento de Lixo Eletrônico – Em parceria com a organização Programando o Futuro, a companhia recolheu lixo eletrônico nas estações de Águas Claras, Taguatinga Sul, Terminal Samambaia, Ceilândia Centro, Terminal Ceilândia e no Complexo Administrativo (CAO). A ação conjunta tem como objetivo logística reversa, triagem, conserto e doação dos materiais a instituições de baixa renda.

Não é só em setembro (Projeto Help) – Como parte da ação Saúde nos Trilhos, a parceria com o Projeto Help trabalha preservação da vida e prevenção ao suicídio, promovendo o acolhimento nas estações e atendimentos com psicólogos no Cantinho do Desabafo. Também há distribuição de cartas de apoio.

Projeto Chat: Um Novo Olhar sobre a Masculinidade – A companhia firmou parceria com a empresa Masculinidade Saudável para realizar um evento no auditório do Centro Administrativo Operacional (CAO). O objetivo da ação foi atingir um público de 130 empregados, proporcionando uma abordagem reflexiva sobre a masculinidade nos tempos atuais.

Estação Grafite – Realizada em julho de 2023, na Estação Ceilândia Norte, a ação envolveu a colaboração de artistas locais de Ceilândia para pintar uma parede externa da estação. O projeto teve o objetivo de transformar o local em um ponto de referência de inclusão social, cultura e encontros, destacando-se como um grande mural cultural. O projeto envolveu DJs locais, grafiteiros e grupos de danças, entre outros, consolidando-se como um espaço dinâmico e inclusivo.

Feira de Saúde AMBr – A Estação Central abriu as portas para a Feira de Saúde da Associação Médica de Brasília (AMBr). Dezessete estandes de diversas especialidades médicas foram montados com o objetivo de esclarecer a população sobre a prevenção de doenças e promoção do bem-estar social. A feira ofereceu serviços como aferição de pressão e exames de glicose, entre outros.

Eficiência Energética – O projeto investe na eficiência energética do sistema de iluminação de estações e túneis da companhia, com a substituição do sistema atual por um com tecnologia LED, composto de 3.184 lâmpadas e luminárias. Foram contempladas as estações Águas Claras e Concessionárias, assim como o túnel da Asa Sul. Entre os benefícios sociais e ambientais gerados pelo projeto estão a redução do consumo de energia e da demanda de potência no horário de ponta, a instalação de equipamentos com maior vida útil, a redução dos custos com energia elétrica e manutenção, e a conscientização para o uso eficiente de energia. A troca das lâmpadas foi possível devido à inclusão do Metrô-DF no Programa de Eficiência Energética (PEE), executado pela Neoenergia e regulado pela Aneel.

*Com informações do Metrô-DF

Fonte: Agência Brasília

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -