Home Distrito Federal Metrô-DF suspende funcionamento para troca de dormentes na estação Guará

Metrô-DF suspende funcionamento para troca de dormentes na estação Guará

0
Metrô-DF suspende funcionamento para troca de dormentes na estação Guará

A Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) suspendeu o funcionamento neste domingo (24) para fazer uma série de manutenções em toda a rede. Um desses trabalhos foi a troca de 32 dormentes de madeira na região da trincheira da estação Guará.

O dormente serve para manter a distância entre os trilhos, e pode ser feito de madeira ou de concreto. A peça trava a distância entre os trilhos e assenta o trilho ao longo do lastro. Essas peças estão espalhadas ao longo de 70 quilômetros de trilhos do metrô.

O dormente serve para manter a distância entre os trilhos, e pode ser feito de madeira ou de concreto | Fotos: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Por ser um serviço de alta complexidade, ele demandou a interrupção das atividades do transporte público à população. Os trabalhos iniciaram na madrugada de sábado e vão invadir a madrugada de domingo (24) para segunda-feira (25). Cabe lembrar que o Metrô-DF retorna às atividades a partir das 5h30 desta segunda.

“Nós estamos fazendo um processo de trocas de dormentes de regiões de aparelhos de mudança de via. A gente pode ver aqui, é uma região bem confinada. São dormentes de madeira que, eventualmente, a gente tem que parar para fazer a troca. Não são situações que apresentam riscos, mas ao longo do tempo eles vão se degradando. É a primeira vez que a gente faz uma interrupção desse nível aqui, nessa região, até por conta da trincheira. Vamos fazer uma troca de 32 dormentes para restabelecer o mais próximo possível das condições originais quando foi entregue o metrô”, explica o gerente de manutenção de via do Metrô-DF, Roberto Giuliani.

Segundo a Companhia, todas as atividades, todos os locais do metrô passam por manutenções preventivas, preferencialmente, e quando necessárias, corretivas. Tudo é monitorado diariamente, 24 horas por dia

Segundo o Metrô-DF, a substituição garantirá mais vida útil aos trilhos e aos Aparelhos de Mudança de Via (AMV), além de trazer mais conforto e segurança para os usuários do sistema. “O AMV é a movimentação dos trens de uma via para outra. Nessas regiões, os dormentes são de madeira. Eventualmente são necessárias algumas paradas, principalmente em regiões que estão confinadas, aqui como essa trincheira [da estação Guará] para fazer essa troca de dormentes no intuito de garantir a estabilidade do AMV, garantir mais conforto e mais segurança também para o sistema”, complementa o técnico.

Um AMV é um conjunto de acessórios, máquinas e componentes que são projetados para permitir ao material circulante transitar de uma linha para outra, assegurando a continuidade da via para um determinado caminho. No mundo ferroviário o AMV, também é chamado de chave.

Manutenção constante

Segundo a Companhia, todas as atividades, todos os locais do metrô passam por manutenções preventivas, preferencialmente, e quando necessárias, corretivas. Tudo é monitorado diariamente, 24 horas por dia.

Segundo o Metrô-DF, a substituição garantirá mais vida útil aos trilhos e aos Aparelhos de Mudança de Via (AMV), além de trazer mais conforto e segurança para os usuários do sistema

O Metrô-DF aproveitou então essa interrupção dos serviços neste domingo (24) para fazer uma série de serviços em várias estações. Nas escadas rolantes estão sendo feitas manutenções preventivas mais profundas, assim como nos elevadores de seis estações. Nas vias abertas, onde há mato, é executada a roça e capina. Áreas onde os passageiros circulam também estão recebendo manutenção neste dia sem o funcionamento dos trens, que, por sua vez, também estão sendo manutenidos nos galpões.

A Companhia também vai utilizar o dia de paralisação para realizar manutenções no sistema de energia e sinalização do Centro de Controle Operacional (CCO), localizado no Complexo Administrativo e Operacional (CAO), em Águas Claras.

Além disso, há outra demanda na Estação Central, com tempo prolongado em atuação nos aspectos de acessibilidade da mesma. Tal atividade teria de ser realizada durante o dia. Dessa forma, ao utilizar o domingo, o Metrô-DF ganha em aspectos operacionais nos demais dias de funcionamento normal.

Fonte: Agência Brasília