- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
26.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -

Mulheres rurais de Planaltina participam de oficina de bordado

Nesta quarta-feira (13), oito mulheres rurais do Assentamento Pequeno Willian (Planaltina-DF) iniciaram o primeiro módulo do curso de bordados oferecido pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF).

O projeto busca sistematizar essa produção para gerar volume e agregar valor para comercialização em feiras, exposições e nos circuitos turísticos | Foto: Divulgação/Emater-DF

Ministrado pela turismóloga Zaida Regina da Silva, a ideia é fortalecer a produção artesanal associada ao turismo e agregar valor ao que já é produzido pelas agricultoras. A oficina ocorreu na Sala de Artesanato da empresa, um espaço colaborativo localizado no edifício Sede.

O grupo de mulheres do assentamento é referência na produção de artesanato em fibra de bananeira e o bordado poderá embelezar e diferenciar ainda mais os cachepôs, luminárias, caixas, filtros dos sonhos e cestos produzidos.

Os próximos encontros ocorrerão em abril. O espaço na empresa faz parte do projeto Olhares do Campo, que busca incentivar a produção de artesanatos e manualidades. A proposta é que os circuitos de turismo rural tenham produtos locais de artesanato para acrescentar à experiência de visitação do turista

“O curso conta com até seis encontros, mas, dependendo da dedicação delas com os exercícios passados para casa, em quatro encontros elas já dominam os pontos básicos do bordado e podem aprender outros”, explica Zaida.

Para a agricultora Lindaura Carneiro da Silva, a aula superou as expectativas. “Passamos o dia com a mão na massa e achei muito proveitoso. Quero incrementar o artesanato em fibra de bananeira com os bordados e fazer outros itens para vender”, conta Lindaura.

Os próximos encontros ocorrerão em abril. O espaço na empresa faz parte do projeto Olhares do Campo, que busca incentivar a produção de artesanatos e manualidades. A proposta é que os circuitos de turismo rural tenham produtos locais de artesanato para acrescentar à experiência de visitação do turista. O projeto busca sistematizar essa produção para gerar volume e agregar valor para comercialização em feiras, exposições e nos circuitos turísticos.

*Com informações da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF)

Fonte: Agência Brasília

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -