- PUBLICIDADE -
13.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -

Acessibilidade: Judiciário de Alagoas oferece primeiro curso de Libras

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) lançou, nessa quarta-feira (20/7), o primeiro curso de Língua Brasileira de Sinais (Libras) para os profissionais do Judiciário Alagoano. “Se nós conseguirmos capacitar nossos servidores para um melhor tratamento daqueles que precisam, todos sairão ganhando. A ideia é tornar o mais inclusivo quanto à deficiência auditiva”, explica o secretário especial da Presidência do TJAL, Ewerton Protázio.

A formação atende ao artigo 9º da Resolução n. 401/2021 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Para a desembargadora Elisabeth Carvalho, diretora-geral da Escola Superior da Magistratura de Alagoas, a capacitação facilitará a comunicação entre profissionais do Tribunal e pessoas com deficiência auditiva.

“Hoje em dia é comum na saúde, na educação, no entretenimento e nos demais espaços públicos, que haja um intérprete de Libras para as pessoas que necessitam. Com essa e outras formas de inclusão, esse grupo consegue participar melhor da comunidade, pois quando a comunicação não é eficiente ficamos deslocados. O isolamento não cabe mais em nossa civilização”, pontua a desembargadora.

Com 40 horas de conteúdo teórico e prático, o curso de Libras para servidores e servidoras do TJAL será lecionado pela mestre em linguística Anne Karine Silva de Goes e abordará temáticas como o alfabeto manual, formas de cumprimento e expressões faciais e corporais. A formação terá início no mês de setembro, com a turma formada por 30 profissionais indicados pelo Núcleo de Acessibilidade e Inclusão.

Fonte: TJAL

Macrodesafio - Garantia dos direitos fundamentais

Fonte: Portal CNJ – Agência CNJ de Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -