- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
24.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -

Inovação para atender o cidadão é um dos objetivos da Justiça do Trabalho paraense

Em uma iniciativa inédita no Judiciário, a Justiça do Trabalho da 8ª Região (PA/AP) junto ao Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) e ao Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) reuniram magistrados e servidores em uma oficina voltada ao debate de inovações que incentivem a melhoria da qualidade do atendimento e serviços oferecidos à sociedade. Os três tribunais participaram juntos da oficina Co-Laboratórios, promovida pelo laboratório de inovação do TJPA, que tem como objetivo promover a troca de experiências entre as três instituições em prol da cidadania.

Na quinta-feira, 18, foi realizado no Laboratório de Inovação, Inteligência e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (LIODS) do TRT-8 em Belém, o segundo encontro entre as três instituições para dar continuidade ao projeto. Estiveram presentes representantes dos laboratórios dos três tribunais: Lab Pai d’Égua do TJPA, Aldeia iLab do TRE-PA, e LIODS do TRT-8. O primeiro encontro ocorreu no último dia 9, no prédio-sede do Tribunal de Justiça do Pará.

Para o coordenador do LIODS/TRT-8, desembargador Walter Roberto Paro, esses encontros marcam o engajamento e o comprometimento entre as instituições. “É importante para sempre manter acesa a ideia de inovação e divulgá-la para todos os setores dos tribunais, desde as varas mais longínquas até a sede, e fazer com que as ideias sejam permeadas em todos os setores”, acrescenta.

A parceria entre os tribunais é de fundamental importância para garantir o compartilhamento de resultados práticos, experiências do usuário e vivências diárias das instituições. “A intenção é criar uma grande rede colaborativa entre os laboratórios de inovação e entre os tribunais, para que possamos compartilhar ideias inovadoras para os nossos problemas cotidianos e também boas práticas dentro dos tribunais”, explica a servidora do Lab Pai d’Égua, do TJPA, Patrícia Moraes Ferreira.

O Lab Pai d’Égua colabora com o LIODS/TRT-8 e com o Aldeia iLab, do TRE-PA, na implantação dos Pontos de Inclusão Digital (PIDs) em diversas regiões do estado do Pará. Este é um dos exemplos de como a colaboração interinstitucional funciona, na prática, visando a melhoria dos serviços públicos oferecidos pelos tribunais. “O nosso DNA é a ‘pessoa’, e a partir dela a gente procura ferramentas através de inteligência artificial, automação, processos e melhoria em várias áreas para que a gente consiga atendê-la”, complementa Patrícia.

Todas as ideias surgidas a partir dos encontros e em breve aperfeiçoadas possuem como objetivo final apresentar cada vez mais um serviço melhor para o cidadão e também para magistrados(as) e servidores(as) das instituições. A assistente da Gestão Estratégica do TRE-PA, Karen Ferreira, confirma que é uma iniciativa inovadora e quebra o curso normal de um processo no Poder Judiciário.

“O nosso sistema traz uma burocracia, pede algo muito mais formal, então, quando essas equipes se reúnem para provocar e promover uma inquietude, surgem várias ideias que vão ser materializadas futuramente com foco na sociedade, sempre considerando que o cidadão precisa estar satisfeito na prestação jurisdicional”, finaliza.

O terceiro encontro entre os três tribunais está previsto para ocorrer no mês de fevereiro. Confira aqui mais fotos da segunda reunião realizada entre os laboratórios das instituições.

Fonte: TRT8

Fonte: Portal CNJ – Agência CNJ de Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -