- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
20.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -

Mutirões de conciliação da Justiça do DF alcançam taxa de acordo de quase 80%

Os três mutirões de conciliação e mediação promovidos pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), durante o recesso forense, resultaram em 1.103 audiências realizadas, com acordos em 76,88% dos casos. No total, foram negociados R$ 2.374.571,99 em audiências nas áreas cível, fiscal e de família, com o atendimento de mais de 2.430 pessoas.

Na área cível, foram negociados R$ 537.349,85 e realizadas 211 audiências realizadas, com taxa de acordo de 76,78% nos casos indicados pelas empresas CAESB, Bancorbrás, Campo da Esperança e Mystic Perfumaria. O mutirão fiscal (Refis) realizou 287 audiências, com taxa de acordo de 50,17%. Na ocasião, foram negociados R$ 986.997,93 em débitos fiscais com o Distrito Federal. A área de família obteve os melhores resultados com 605 audiências realizadas e taxa de acordo de 89,59% em casos relacionados a divórcio, guarda, pensão alimentícia, entre outros.

Os resultados apresentam um aumento significativo em relação aos mutirões do recesso de 2022, conforme quadro abaixo comparativo.

AnoRealizadasAcordosValores NegociadosPessoas AtendidasTaxa de Acordo
2022437275R$ 1.318.845,771.18262,92%
20231.103848R$ 2.374.945,992.43276,88%

 

A inciativa dos mutirões, que ocorreram entre os dias 20 de dezembro de 2023 e 6 de janeiro de 2024, foi da 2ª Vice-Presidência do TJDFT, comandada pelo Desembargador Sérgio Rocha. O objetivo foi possibilitar o diálogo facilitado por um profissional capacitado para solução de demandas de forma célere e desburocratizada. As demandas foram todas pré-processuais, ou seja, quando ainda não há ação judicial, e as participações nas audiências de conciliação e mediação foram gratuitas e facultativas.

Fonte: TJDFT

Fonte: Portal CNJ – Agência CNJ de Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -