- PUBLICIDADE -
13.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -

Projeto do CNJ explica direitos a estudantes de escolas públicas de Roraima

Os direitos fundamentais e sociais, a importância da Constituição Federal, os papéis dos poderes Judiciário, Executivo e Legislativo, além de temas como respeito, dignidade e tolerância foram compartilhados para mais de 400 estudantes em um bate papo descontraído em duas unidades de ensino de Roraima. As apresentações são realizadas pelo presidente da Comissão Permanente de Políticas Sociais e de Desenvolvimento do Cidadão, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), conselheiro Mario Goulart Maia.

As apresentações do projeto “Diálogos de Cidadania” foram realizadas, nessa segunda-feira (25/7), na Escola Estadual Ulysses Guimarães na zona oeste de Boa Vista e, na terça-feira (26/7), na Escola 13 de Setembro, também na capital. O presidente do Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR), desembargador Cristóvão Suter, destacou a importância da iniciativa para os estudantes das escolas públicas. “É uma importante ação desenvolvida pelo conselheiro, exerce a cidadania e traz para as escolas públicas mais do que conceitos jurídicos, mas conceitos sobre os direitos de cada um dos cidadãos.”

O projeto do CNJ promove diálogos em unidades escolares, abrigos e espaços de acolhimento. Além de Boa Vista, já foram desenvolvidas ações em escolas na Bahia, Rio Grande do Norte, Paraíba, Rio de Janeiro e São Paulo. Segundo o conselheiro Mario Goulart Maia, o projeto surgiu da necessidade de falar sobre a Constituição e de incentivar o debate entre os jovens sobre a tolerância, dignidade e respeito. “Eu tenho certeza que ele é um agente transformador e tem dado resultados. É um projeto que o presidente Luiz Fux [presidente do CNJ e Supremo Tribunal Federal] tem dado todo o apoio e me incentivado.”

A palestra motivou o estudante Ruan Gabriel. “É muito importante falar sobre a Constituição. Isso desperta a nossa curiosidade e nos incentiva a estudar mais sobre o assunto e assim decidir o que a gente quer para o futuro”, afirmou. Gestora da escola Ulysses Guimarães, Isa Pedrosa elogiou a iniciativa. “Queremos agradecer a presença do CNJ tratando sobre a questão cidadania, sobre empatia, pois temos alunos com necessidades especiais e a palestra veio enriquecer o nosso trabalho.”

Para o gestor da Escola Estadual 13 de setembro, Moisés Gonçalves Dias, o projeto fortalece o trabalho desenvolvido para integrar os estudantes, em sua maioria estrangeiros. “Estamos nessa demanda de integrar todo mundo, de ensinar um pouco de cidadania, respeito e ética. Quando vem uma pessoa de fora como o conselheiro falar sobre tudo isso, contribuiu muito para a educação da nossa escola. Gostei da iniciativa.”

Saúde

O TJRR ainda recebe nessa semana  o conselheiro do CNJ Richard Pae Kim, supervisor do Fórum Nacional do Judiciário para a Saúde (Fonajus). Nesse período, ele está conhecendo as ações desenvolvidas pelo Tribunal tanto na área de saúde como na promoção de direitos da infância e juventude e na atuação com migrantes e refugiados pela Operação Acolhida.

Fonte: TJRR

Macrodesafio - Fortalecimento da relação interinstitucional do Judiciário com a sociedade

Fonte: Portal CNJ – Agência CNJ de Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -