- PUBLICIDADE -
14.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -

Estudantes do CEF 19 recebem instrumentos musicais

Yasmin Gualberto Alexandre, de 13 anos, é estudante do 8º ano no Centro de Ensino Fundamental 19 (CEF 19), em Taguatinga. Na tarde desta quarta-feira (23), se encantou com os instrumentos musicais de sopro. Foi o primeiro contato da jovem com uma flauta. Segundo palavras dela, já deu para perceber que “se darão muito bem”.

E isso é bom, já que a unidade de ensino em que ela estuda no turno vespertino foi a décima da lista a receber 72 instrumentos e mais 10 violões como parte do projeto de criação de bandas musicais nas escolas de gestão compartilhada. Foram flautas, surdos, clarinetes, entre outros, que serão utilizados em aulas de música e para formação de bandas e orquestras nas unidades escolares a partir de agora.

Yasmin Gualberto, de 13 anos, encantada com os instrumentos de sopro, disse que já deu para perceber que “se darão muito bem” | Fotos: Vinícius de Melo / Agência Brasília

“De cara eu já gostei e vai ser ótimo para a escola e para a gente, que além de ter a oportunidade de aprender música e a tocar um instrumento, teremos essa atividade extra no turno oposto ao das nossas aulas”, disse, animada, a estudante.

A empolgação com a possibilidade de fazer parte da futura banda também estava presente no olhar atento do estudante Cauã Vinícius Rodrigues, de 14 anos. Ele também cursa o 8º ano do Ensino Fundamental no CEF 19, mas, diferentemente de Yasmin, já conhece os instrumentos de corda de dentro de casa. “Meus pais tocam violão e eu cresci convivendo com a música. Quero muito aprender agora para fazer parte da banda do colégio”, afirmou.

Ao todo, a Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP-DF) adquiriu 720 instrumentos para as dez escolas de gestão compartilhada. Até a aquisição, o Centro de Ensino Fundamental 01 do Paranoá – última escola a aderir ao programa em dezembro de 2021 – ainda não integrava o projeto.

A entrega dos 72 instrumentos no CEF 19, em Taguatinga, contou com participação do vice-governador Paco Britto; do secretário-executivo da SSP-DF, Milton Neves, e de representantes da PMDF e do CBMDF

“Um projeto como esse, que cria bandas musicais nas escolas de gestão compartilhada, faz parte de um governo visionário. Não tenho dúvidas de que as atividades musicais são importantes, complementares no âmbito pedagógico”, afirmou o vice-governador Paco Britto, que participou da solenidade de entrega dos instrumentos.

Música para transformar

As escolas que participam do projeto das Escolas de Gestão Compartilhada, criado pelo governador Ibaneis Rocha, tem o objetivo de atender comunidades vulneráveis, selecionadas com bases em critérios estatísticos como o índice de desenvolvimento da educação básica, taxas de ocorrência envolvendo a comunidade escolar, taxas de reprovação e de abandono escolar, além de ter a aprovação da comunidade.

“A música ajuda a desenvolver a mente humana, ajuda na concentração e no desenvolvimento do raciocínio, além de melhorar o rendimento escolar. Com base em pesquisas, sabemos o que estudantes que desenvolvem algum trabalho com a música apresentam na vida, não apenas a acadêmica, mas como um todo”, completou o secretário-executivo da SSP-DF, Milton Neves

O projeto de formação de música – que passará a fazer parte das escolas a partir de agora – pretende criar as bandas completas com os 72 instrumentos que compõem uma banda militar. “Nosso sonho é que esses estudantes, futuramente, possam participar do desfile de 7 de Setembro”, adiantou o subsecretário de Escolas de Gestão Compartilhada, coronel Alexandre Lima Ferro.

“Aula de música, práticas esportivas, reforço escolar, tudo isso é a inclusão de estudantes que têm a oportunidade de sair da situação de vulnerabilidade. Estamos conseguindo fazer a diferença na vida das crianças”, completou o coronal.

Inaugurado em abril de 1978, o CEF 19 hoje atende 698 estudantes que moram nas QNL e QNJ de Taguatinga e em Samambaia, em dois turnos: matutino e vespertino. São 42 professores e nove militares na equipe militar, desde que passou a fazer parte do projeto de Gestão Compartilhada, em 2019.

“A partir de agora, nossos estudantes terão a oportunidade de vivenciar a música dentro da escola, sabemos que educação, cultura e arte são transformadores nas vidas dos jovens”, pontuou o diretor pedagógico do CEF 19, Toshiro Yamaguti.

A solenidade de entrega dos instrumentos musicais contou, ainda, com representantes do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) e da Polícia Militar do DF (PMDF), além dos estudantes que acompanharam tudo de perto, no pátio da escola.

“Eu me emociono com o quanto a gente pode trazer nossos valores a esses estudantes. No começo, enfrentamos situação de violência. Hoje vemos a transformação dessa escola”, disse o tenente-coronel Medeiros, represente do CBMDF.

“A música ajuda a desenvolver a mente humana, ajuda na concentração e no desenvolvimento do raciocínio, além de melhorar o rendimento escolar. Com base em pesquisas, sabemos o que estudantes que desenvolvem algum trabalho com a música apresentam na vida, não apenas a acadêmica, mas como um todo”, completou o secretário-executivo da SSP-DF, Milton Neves.

Ao serem questionados pelo vice-governador se gostavam e aprovavam a gestão compartilhada na escola, todos os estudantes levantaram os dedos como sinal positivo. “Isso é uma pesquisa que mostra a realidade deste projeto do nosso grande maestro, o governador Ibaneis”, disse Paco Britto.

Gestão compartilhada

O projeto das Escolas de Gestão Compartilhada é fruto de uma parceria entre as secretarias de Educação e de Segurança Pública, criado pelo governador Ibaneis Rocha. Trata-se de um projeto de Colégios Cívico-Militares do Distrito Federal, executado em Unidades Escolares da Rede Pública de Ensino do DF – Fundamental e Médio -, por intermédio do qual ações conjuntas são realizadas entre as secretarias.

Isso proporciona uma educação de qualidade, bem como constrói estratégias voltadas à segurança comunitária e ao enfrentamento da violência no ambiente escolar, para promoção de uma cultura de paz e o pleno exercício da cidadania.

Escolas de gestão compartilhada no DF
– Centro Educacional 03 de Sobradinho
– Centro Educacional 308 do Recanto das Emas
– Centro Educacional 01 da Estrutural
– Centro Educacional 07 da Ceilândia
– Centro Educacional Condomínio Estância III de Planaltina
– Centro Educacional 01 do Itapoã
– Centro de Ensino Fundamental 19 de Taguatinga
– Centro de Ensino Fundamental 01 do Núcleo Bandeirante
– Centro de Ensino Fundamental 407 de Samambaia
– Centro de Ensino Fundamental 01 do Riacho Fundo II
– Centro de Ensino Fundamental 01 do Paranoá

Estudantes do CEF 19 recebem instrumentos musicais

Lívio di Araújo, da Agência Brasília | Edição: Saulo Moreno

Fonte: Agência Brasília

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -