- PUBLICIDADE -
14.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -

Nordeste Goiano tem a maior policlínica do Estado

 

O esforço do Governo de Goiás para garantir atendimento em saúde aos goianos de todas as partes do Estado tem um capítulo diferenciado no Nordeste, região com 20 municípios que estão entre os que mais sofrem com desigualdades regionais. Entre os investimentos que mudaram a vida de quem mora na localidade, está a Policlínica Estadual da Região Nordeste, construída em Posse, a cerca de 500 quilômetros de Goiânia. Desde a inauguração, em março de 2020, já foram realizadas mais de 47 mil consultas médicas e quase 21 mil atendimentos com profissionais de psicologia, nutrição, fisioterapia, entre outros. O investimento anual é de R$ 30 milhões na manutenção da unidade. Entre consultas, exames, cirurgias ambulatoriais e demais atendimentos, a Policlínica de Posse já realizou quase 300 mil atendimentos desde sua inauguração.

Para atender aos moradores do Nordeste Goiano, a Policlínica de Posse dispõe de 20 especialidades médicas, como cardiologia, pneumologia e pediatria, e 23 tipos de exames. No local, também são realizados pequenos procedimentos cirúrgicos. “É a maior estrutura que nós temos e fica na região mais carente do Estado de Goiás”, ressaltou o governador Ronaldo Caiado durante entrevista à Rádio CBN Goiânia. A estrutura contribuiu para a virada de página do baixo investimento governamental na área hospitalar, descaso que perdurou durante décadas e penalizou a população, que precisava se deslocar até mesmo para outros estados em busca de apoio diagnóstico e tratamento.

A Policlínica em Posse é a mais completa entre as seis unidades do tipo entregues na gestão Caiado. Com 26 consultórios e 16 salas para realização de exames, foi equipada com material de ponta, como aparelho de ressonância magnética e tomografia. Além disso, possui serviço de hemodiálise. “É a mais sofisticada, pois é mais distante, e possui 20 leitos de hemodiálise”, explicou Caiado. “Em Divinópolis, o cidadão tinha que ir a Palmas para fazer hemodiálise. O que estava em São Domingos tinha que ir para Barreiras, na Bahia. Quem estava em Posse tinha que pedir pelo amor de Deus para ter uma vaga em Formosa, Brasília ou Goiânia”, lembrou o governador.

É a maior unidade de saúde ambulatorial do Nordeste Goiano com  3.775 metros quadrados de área construída e conta com recepção, sala de espera, consultórios, salas para exames, posto de coleta laboratorial, farmácia, posto de enfermagem, central de esterilização de material e salas de administração. A unidade dispõe de equipamentos para realizar exames de audiometria, biometria ultrassônica, campimetria, cistoscopia, colonoscopia, colposcopia,

ecocardiograma, endoscopia digestiva, mamografia, mapeamento de retina, entre outros. Há ainda a unidade móvel para rastreamento de câncer de mama e do colo do útero, a Carreta da Prevenção que se desloca para atendimento nas cidades vizinhas.

População atesta qualidade

Proporcionar atendimento de qualidade e mais próximo à moradia de cada goiano é um compromisso do governador Ronaldo Caiado. “A regionalização já foi muito falada em discursos em Goiás e nós demos passos largos para tornar isso realidade. A diferença da estrutura de 2018 para 2022 é substantiva”, defendeu. Somente em Posse, os investimentos somam, além do custeio, o valor da obra na ordem de R$ 11,4 milhões e mais R$ 13,1 para aquisição de equipamentos. “A transformação que estamos fazendo na saúde é uma realidade hoje”, disse Caiado.

A mudança para melhor é atestada pela moradora de Simolândia, Eliane Oliveira dos Santos Zanon, 40 anos, atendida no local. “Promover um atendimento como a Policlínica nas cidades do interior é uma ótima iniciativa, porque são pessoas muito carentes”, frisou. A paciente  Íris, 39 anos, moradora de Posse, faz acompanhamento médico desde maio. “Ter mudado aqui para Posse ficou perfeito, porque a gente tinha que se deslocar para Goiânia, muito longe”, avaliou. “É muito bom ter o serviço aqui na nossa cidade”, relatou a vendedora Lucineide dos Santos de Oliveira Franca, 39 anos, que passou por uma mamografia.

Para o pastor Jurandi Moreira de Melo, 58 anos, a situação dos moradores da região era sacrificante. “Agora está tudo na porta de casa, tudo na região. Foi um serviço bem pensado e que eu parabenizo a iniciativa do Governo do Estado”, ressaltou. Morador de Posse, o líder religioso faz acompanhamento urológico e retira remédio para o tratamento de uma hiperplasia benigna na próstata. “Eu dou nota dez para o atendimento da Policlínica. Foi um pedido do meu médico e, prontamente, a Policlínica liberou o medicamento”, concluiu.

Pagamentos em dia

O Governo do Estado também tem se comprometido com a manutenção de repasses em dia para as prefeituras. Somente o município de Campos Belos recebeu, desde 2019, o valor de R$ 6 milhões em verbas para a saúde e Posse recebeu, no mesmo período, um valor de R$ 5,3 milhões. Além de ser rigorosa nos pagamentos, a administração estadual negociou as dívidas de R$113 milhões deixadas pela gestão anterior com todos os municípios goianos. Foram 13 meses sem direcionar valores de contrapartidas obrigatórias, sendo que a gestão Caiado já pagou cinco parcelas no valor de R$58,6 milhões.

Fonte: Secretaria de Comunicação (Secom)

Fonte: Portal Goiás

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -